Scientists Discover New Method for Tracking Brain Cell Inhibition

Os cientistas descobrem novo método para rastrear a inibição das células cerebrais

Cientistas da Scripps Research fizeram uma descoberta importante na compreensão dos padrões de atividade das células cerebrais, desenvolvendo uma nova técnica para rastrear quando os neurônios se desligam. Esse processo, conhecido como inibição, é crucial para estudar o funcionamento normal do cérebro e investigar como ele pode se desregular em várias doenças e distúrbios.

Tradicionalmente, os cientistas têm se concentrado em observar quando diferentes grupos de células cerebrais são ativados para entender os padrões de atividade. No entanto, entender quando e como os neurônios se desligam também é igualmente importante. A equipe da Scripps Research descobriu agora uma forma de estudar esse processo de maneira mais rastreável.

A técnica, publicada na revista Neuron, utiliza a optogenética, um método em que a atividade das células pode ser controlada usando luz. Ao ativar e inibir repetidamente as células cerebrais, os cientistas foram capazes de medir os níveis e características de diferentes proteínas e suas modificações. Eles descobriram que uma proteína chamada piruvato desidrogenase (PDH) sofre mudanças rápidas imediatamente após as células cerebrais serem inibidas.

A PDH está envolvida na produção de energia quando os neurônios estão em atividade, mas o cérebro conserva energia ao desligar rapidamente essa proteína quando as células terminam de disparar. Os pesquisadores descobriram que as células adicionam marcas moleculares chamadas fosfatos à PDH para desativá-la. Eles foram capazes de identificar anticorpos que reconheciam especificamente essa forma inativa e fosforilada da PDH (pPDH).

Essa descoberta abre novas possibilidades para o estudo da inibição das células cerebrais e seu papel em várias condições neurológicas, como depressão, transtorno de estresse pós-traumático e doença de Alzheimer. Ao entender como os “interruptores de desligamento” do cérebro apresentam mau funcionamento nessas doenças, os pesquisadores podem desenvolver intervenções e tratamentos direcionados.

Em geral, esse novo método oferece insights valiosos sobre o funcionamento do cérebro e abre caminho para investigações adicionais sobre os processos complexos de inibição e ativação das células cerebrais.

Perguntas frequentes:

1. Qual foi a descoberta feita pelos cientistas da Scripps Research?
Os cientistas da Scripps Research fizeram uma descoberta importante na compreensão dos padrões de atividade das células cerebrais, desenvolvendo uma nova técnica para rastrear quando os neurônios se desligam.

2. Por que o processo de desligamento dos neurônios é importante?
O processo de desligamento dos neurônios, conhecido como inibição, é crucial para estudar o funcionamento normal do cérebro e investigar como ele pode se desregular em várias doenças e distúrbios.

3. Que método os cientistas usaram para rastrear o desligamento dos neurônios?
Os cientistas utilizaram um método chamado optogenética, que envolve o controle da atividade das células usando luz.

4. Qual proteína sofre mudanças rápidas quando as células cerebrais são inibidas?
A proteína chamada piruvato desidrogenase (PDH) sofre mudanças rápidas imediatamente após as células cerebrais serem inibidas.

5. Como o cérebro conserva energia?
O cérebro conserva energia ao desligar rapidamente a proteína PDH quando as células terminam de disparar.

6. Quais são as marcas moleculares adicionadas à PDH para desativá-la?
As marcas moleculares chamadas fosfatos são adicionadas à PDH para desativá-la.

7. Quais condições neurológicas podem ser estudadas usando essa nova técnica?
Essa descoberta abre novas possibilidades para o estudo da inibição das células cerebrais e seu papel em várias condições neurológicas, como depressão, transtorno de estresse pós-traumático e doença de Alzheimer.

8. Como essa pesquisa pode impactar o futuro dos tratamentos?
Ao entender como os “interruptores de desligamento” do cérebro apresentam mau funcionamento em doenças neurológicas, os pesquisadores podem desenvolver intervenções e tratamentos direcionados.

Definições:
– Inibição: O processo de desligamento dos neurônios.
– Optogenética: Um método em que a atividade das células pode ser controlada usando luz.
– Piruvato desidrogenase (PDH): Uma proteína envolvida na produção de energia nos neurônios.

Links relacionados sugeridos:
– Scripps Research

All Rights Reserved 2021
| .
Privacy policy
Contact