Equipamento de proteção insuficiente deixa profissionais médicos de West Yorkshire com Covid prolongado

Equipamento de proteção insuficiente deixa profissionais médicos de West Yorkshire com Covid prolongado

Dois profissionais da área de saúde em West Yorkshire, a Dra. Kelly Fearnley e a enfermeira Claire Leyland, estão sofrendo de Covid prolongado após seu trabalho na linha de frente da pandemia. Elas afirmam que o equipamento de proteção fornecido a elas era inadequado, o que levou ao desenvolvimento de suas condições médicas debilitantes.

A Dra. Fearnley, médica residente nos Bradford Teaching Hospitals, disse que, no início, recebeu equipamento de proteção respiratória completo ao trabalhar nas enfermarias de Covid, mas houve uma subsequente “redução” das diretrizes nacionais sobre equipamentos de proteção individual (EPI). A enfermeira Leyland, ex-líder da equipe de cuidados paliativos do Calderdale and Huddersfield NHS Foundation Trust, também apoia essa afirmação.

A Dra. Fearnley descreveu como lhe foi entregue apenas uma caixa de máscaras cirúrgicas azuis quando foi destacada para uma enfermaria de Covid durante a segunda onda de infecções causadas pela variante Delta. Ela acredita que essa falta de proteção adequada a expôs a altas cargas virais, resultando em seu teste positivo para Covid em questão de dias. Como uma mulher jovem e saudável, ela esperava uma rápida recuperação, mas, em vez disso, teve sintomas como falta de ar, apneia do sono, alucinações auditivas e uma frequência cardíaca de repouso elevada. Esses sintomas a impediram de voltar ao trabalho, confinando-a em casa e posteriormente em sua cama.

Tanto a Dra. Fearnley quanto a enfermeira Leyland se juntaram a um grupo chamado Médicos da Covid Prolongada em Ação e estão envolvidas em uma ação legal contra o NHS. Elas argumentam que o uso apenas de EPI básico, como máscaras cirúrgicas, aventais e luvas, sem uma proteção mais extensa, contribuiu para a contração do vírus por parte delas. Elas acreditam que as orientações do NHS England, que reservavam EPI avançado apenas para pacientes em ventiladores, eram falhas.

Os representantes do NHS e do Departamento de Saúde e Cuidados Sociais afirmam que agiram de acordo com as orientações de controle e prevenção de infecções desenvolvidas por diversas organizações. No entanto, tanto a Dra. Fearnley quanto a enfermeira Leyland enfatizam a importância de aprender com essa experiência para garantir uma melhor proteção aos profissionais de saúde no futuro. Sua luta destaca o impacto significativo que um equipamento de proteção insuficiente pode ter na saúde e no bem-estar dos trabalhadores da linha de frente durante uma crise como a pandemia de Covid-19.

Perguntas frequentes baseadas nos principais tópicos e informações apresentadas no artigo:

1. Quem são a Dra. Kelly Fearnley e a enfermeira Claire Leyland?
– A Dra. Kelly Fearnley é uma médica residente nos Bradford Teaching Hospitals e a enfermeira Claire Leyland é uma ex-líder da equipe de cuidados paliativos do Calderdale and Huddersfield NHS Foundation Trust.

2. Quais condições médicas elas estão enfrentando?
– Elas estão sofrendo de Covid prolongado, que inclui sintomas como falta de ar, apneia do sono, alucinações auditivas e uma frequência cardíaca de repouso elevada.

3. Por que elas afirmam que o equipamento de proteção fornecido a elas era inadequado?
– Elas afirmam que a redução das diretrizes nacionais sobre equipamentos de proteção individual (EPI) levou à proteção inadequada fornecida a elas.

4. Quais incidentes específicos a Dra. Fearnley vivenciou?
– A Dra. Fearnley recebeu apenas uma caixa de máscaras cirúrgicas azuis quando foi destacada para uma enfermaria de Covid durante a segunda onda de infecções causadas pela variante Delta. Ela acredita que essa falta de proteção adequada a expôs a altas cargas virais, resultando em seu teste positivo para Covid em questão de dias.

5. A que grupo a Dra. Fearnley e a enfermeira Leyland se juntaram?
– Elas se juntaram a um grupo chamado Médicos da Covid Prolongada em Ação.

6. Em que ação legal elas estão envolvidas?
– Elas estão envolvidas em uma ação legal contra o NHS, argumentando que o uso apenas de EPI básico contribuiu para a contração do vírus por parte delas.

7. Por que elas acreditam que as orientações do NHS England eram falhas?
– Elas acreditam que as orientações do NHS England, que reservavam EPI avançado apenas para pacientes em ventiladores, eram falhas, pois não forneciam uma proteção adequada aos profissionais de saúde.

8. Como os representantes do NHS e do Departamento de Saúde e Cuidados Sociais respondem?
– Os representantes do NHS e do Departamento de Saúde e Cuidados Sociais afirmam que agiram de acordo com as orientações de controle e prevenção de infecções desenvolvidas por diversas organizações.

9. Qual é a importância enfatizada pela Dra. Fearnley e a enfermeira Leyland?
– Elas enfatizam a importância de aprender com essa experiência para garantir uma melhor proteção aos profissionais de saúde no futuro.

Termos-chave e jargões:
1. Covid prolongado: Termo usado para descrever os sintomas e os efeitos de saúde de longa duração vivenciados por pessoas que se recuperaram da Covid-19.
2. Equipamento de proteção respiratória (EPI): Equipamento projetado para proteger o usuário da inalação de substâncias prejudiciais, incluindo vírus, filtrando o ar que respiram.
3. Variante Delta: Uma variante do vírus da Covid-19 que é conhecida por ser mais transmissível e potencialmente mais grave que as variantes anteriores.

Links relacionados sugeridos:
1. NHS
2. Department of Health and Social Care

All Rights Reserved 2021
| .
Privacy policy
Contact