Addressing Malnutrition: A Crucial Step Towards Ending Tuberculosis

Enfrentando a desnutrição: um passo crucial para acabar com a tuberculose

Por anos, a comunidade global de saúde tem se concentrado na relação entre o HIV e a tuberculose (TB) como um determinante crucial e comorbidade. No entanto, um fator frequentemente negligenciado é a desnutrição, ou síndrome de imunodeficiência adquirida por nutrição (N-AIDS), que tem implicações significativas para a detecção, tratamento e prevenção da TB.

Infelizmente, a desnutrição continua sendo uma das principais causas de imunodeficiência secundária, assim como o HIV. Indivíduos desnutridos têm um risco aumentado de infecção, e a associação entre desnutrição e TB é conhecida há um século. No entanto, até recentemente, a urgência de abordar a desnutrição com a mesma prioridade que o HIV/AIDS no contexto da TB tem sido negligenciada.

A detecção precoce da TB é vital para eliminar a doença, mas mais de quatro milhões de casos não são diagnosticados em todo o mundo. A perda de peso, um sintoma comum da TB, é especialmente comum entre os indivíduos desnutridos. A triagem sistemática de TB é recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em áreas onde a prevalência excede 0,5%, mas essa triagem muitas vezes se concentra apenas na TB clínica, ignorando as formas subclínicas da doença e as deficiências nutricionais ocultas. A otimização das estratégias de triagem para um diagnóstico preciso em populações desnutridas é crucial.

Além da detecção, o tratamento da TB é afetado pela desnutrição. Os indivíduos desnutridos têm piores resultados de saúde após o tratamento, e os pacientes gravemente desnutridos enfrentam um maior risco de resultados desfavoráveis, incluindo a morte. A desnutrição enfraquece a resposta imunológica à TB, resultando em manifestações mais graves da doença e comprometendo a eficácia da farmacoterapia. O suporte nutricional deve ser uma parte integrante da terapia da TB, assim como o teste de HIV. Intervenções nutricionais personalizadas e ferramentas aprimoradas para avaliar o estado nutricional são necessárias no manejo da TB.

Os esforços de prevenção também devem abordar a desnutrição como um componente-chave. Vários estudos demonstraram a relação inversa entre desnutrição e taxas de TB. O suporte nutricional demonstrou reduzir significativamente os casos de TB incidentes, enfatizando a relação custo-efetividade de tais intervenções. Pesquisas devem explorar a imunologia da desnutrição para aprimorar a eficácia das vacinas contra a TB, garantindo sua efetividade em populações desnutridas.

Em conclusão, reconhecer a desnutrição como uma comorbidade crítica da TB é essencial para alcançar os objetivos da estratégia de fim da TB. Ao abordar a desnutrição com a mesma urgência que o HIV, reduções significativas na incidência e mortalidade da TB são possíveis. A triagem nutricional integrada, aconselhamento e suporte devem ser incorporados aos programas de TB, e a colaboração entre setores e organismos internacionais é crucial. É necessário aumentar o financiamento para pesquisas operacionais sobre nutrição e TB. É hora da comunidade global de saúde priorizar a luta contra o N-AIDS e tomar medidas decisivas para acabar com a pandemia de TB.

All Rights Reserved 2021
| .
Privacy policy
Contact