The Nutritional Needs of Older Adults and the Canadian Food Guide

As necessidades nutricionais de adultos mais velhos e o Guia Alimentar Canadense

Um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade McGill alerta que adultos com 65 anos ou mais que seguem as recomendações do novo Guia Alimentar Canadense podem não estar obtendo quantidades suficientes de certos nutrientes importantes. O estudo revela que suas dietas podem apresentar deficiências de folatos, vitamina D e cálcio.

O objetivo do Guia Alimentar Canadense é fornecer diretrizes alimentares abrangentes que atendam às necessidades da população sem depender de suplementos. No entanto, os pesquisadores descobriram que isso não se aplica totalmente aos adultos mais velhos. A autora principal do estudo, Professora Stéphanie Chevalier, explica que as novas diretrizes se aplicam a toda a população com dois anos ou mais, incluindo crianças, adolescentes, mulheres grávidas e adultos mais velhos, que possuem necessidades nutricionais específicas.

A vitamina D e o cálcio são essenciais para a saúde óssea, e a vitamina D também desempenha um papel na saúde muscular. Portanto, é essencial que adultos mais velhos garantam uma ingestão adequada desses nutrientes. Por outro lado, os folatos estão envolvidos na produção de células vermelhas do sangue, que transportam oxigênio no sangue, e na formação de hemoglobina.

Embora haja aspectos positivos no novo Guia Alimentar Canadense, a Professora Chevalier expressa preocupação de que sua aplicação a todos os grupos etários possa ignorar as necessidades nutricionais específicas dos adultos mais velhos. Para investigar isso mais a fundo, os pesquisadores analisaram os hábitos alimentares reais de centenas de adultos mais velhos para medir sua adesão ao Guia Alimentar Canadense.

Os resultados do estudo indicam que a adesão ao guia alimentar pode resultar em aumento ou diminuição na ingestão de nutrientes, ou nenhuma diferença significativa. No entanto, a Professora Chevalier enfatiza que os adultos mais velhos já enfrentam desafios na ingestão suficiente de nutrientes, como cálcio e vitamina D.

Este estudo levanta questões importantes sobre a adequação das diretrizes alimentares para adultos mais velhos e as potenciais consequências de seguir recomendações gerais. À medida que a população continua envelhecendo, é crucial que as autoridades de saúde considerem as necessidades nutricionais específicas dos adultos mais velhos e desenvolvam diretrizes adaptadas às suas necessidades. Mais pesquisas são necessárias para explorar estratégias que possam ajudar os adultos mais velhos a atender às suas necessidades nutricionais e manter uma saúde ótima.

Perguntas frequentes:

1. O que o novo estudo da Universidade McGill alerta?
O estudo alerta que adultos com 65 anos ou mais que seguem as recomendações do novo Guia Alimentar Canadense podem não estar obtendo quantidades suficientes de certos nutrientes importantes, como folatos, vitamina D e cálcio.

2. Qual é o objetivo do Guia Alimentar Canadense?
O objetivo do Guia Alimentar Canadense é fornecer diretrizes alimentares abrangentes que atendam às necessidades da população sem depender de suplementos.

3. A quem se aplica o Guia Alimentar Canadense?
O Guia Alimentar Canadense se aplica a toda a população com dois anos ou mais, incluindo crianças, adolescentes, mulheres grávidas e adultos mais velhos, que possuem necessidades nutricionais específicas.

4. Por que a vitamina D e o cálcio são importantes para adultos mais velhos?
A vitamina D e o cálcio são essenciais para a saúde óssea, e a vitamina D também desempenha um papel na saúde muscular. Portanto, é essencial que adultos mais velhos garantam uma ingestão adequada desses nutrientes.

5. Qual é o papel dos folatos no organismo?
Os folatos estão envolvidos na produção de células vermelhas do sangue, que transportam oxigênio no sangue, e na formação de hemoglobina.

6. A adesão ao Guia Alimentar Canadense é benéfica para adultos mais velhos?
De acordo com o estudo, a adesão ao Guia Alimentar Canadense pode resultar em aumento ou diminuição na ingestão de nutrientes, ou nenhuma diferença significativa. No entanto, o estudo levanta preocupações sobre as necessidades nutricionais específicas dos adultos mais velhos e as potenciais consequências de seguir recomendações gerais.

7. O que as autoridades de saúde devem considerar à medida que a população envelhece?
À medida que a população continua envelhecendo, as autoridades de saúde devem considerar as necessidades nutricionais específicas dos adultos mais velhos e desenvolver diretrizes adaptadas às suas necessidades.

8. Que tipo de pesquisa é necessário nessa área?
Mais pesquisas são necessárias para explorar estratégias que possam ajudar os adultos mais velhos a atender às suas necessidades nutricionais e manter uma saúde ótima.

Termos-chave:
– Guia Alimentar Canadense: Um conjunto de diretrizes alimentares desenvolvido pelo Governo do Canadá para promover uma alimentação saudável e nutrição.
– Nutrientes: Substâncias encontradas em alimentos que são essenciais para o crescimento, desenvolvimento e manutenção da boa saúde.
– Folatos: Um grupo de vitaminas do complexo B, incluindo o ácido fólico, que são importantes para várias funções corporais, como a divisão celular e a produção de células vermelhas do sangue.
– Vitamina D: Uma vitamina solúvel em gordura que ajuda o organismo a absorver o cálcio e promove a saúde dos ossos e músculos.
– Cálcio: Um mineral necessário para o desenvolvimento e manutenção de ossos e dentes fortes, além de outras funções no organismo.
– Adesão: Ato de aderir ou seguir um conjunto específico de diretrizes ou recomendações.

Links sugeridos relacionados:
– Guia Alimentar do Canadá
– Importância da Vitamina D e do Cálcio em Adultos Mais Velhos

All Rights Reserved 2021
| .
Privacy policy
Contact